segunda-feira, setembro 22, 2014

Como funciona a doação de óvulos

A infertilidade hoje faz parte da vida de muitos casais brasileiros que desejam iniciar ou aumentar a família. Estatísticas mostram que a cada dez casais, dois podem apresentar problemas de fertilidade.

Uma das causas mais frequentes para a dificuldade de concepção está no adiamento da maternidade. Muitos casais acabam deixando para mais tarde o sonho de ter um filho, e quando enfim se sentem preparados, nem sempre a natureza ainda é capaz de agir de forma favorável. É nesse momento que esses casais recorrem aos avanços da medicina e o sonho de ter filhos se faz possível.


Quando uma mulher deseja engravidar, mas a qualidade ou quantidade de seus óvulos já não é satisfatória, é possível que o médico especialista sugira uma técnica de reprodução assistida feita a partir dos óvulos de uma doadora.

Várias situações podem apontar a necessidade de reprodução a partir de óvulos doados. Mulheres com mais de 40 anos, mulheres que não responderam bem ao estímulo dos indutores em tentativas anteriores (más respondedoras), falência ovariana prematura, problemas genéticos hereditários, múltiplas falhas nos tratamentos anteriores e etc.

Quem pode doar óvulos                                                                                                                   
Mulheres com menos de 35 anos, sem problemas genéticos, que não apresentem doenças infecciosas ou sexualmente transmissíveis ou ainda problemas de saúde que possam ser agravados durante o tratamento ou mesmo que comprometam a qualidade dos óvulos.

Como é feita a doação

A doação de óvulos é anônima e sigilosa, não é estabelecido nenhum contato entre receptora e doadora.
No Brasil é proibida a venda de óvulos. Algumas clínicas estabelecem a oportunidade de doação compartilhada que ocorre quando uma mulher também em tratamento, aceita doar seus óvulos em troca do custeio de até metade de seu tratamento, que neste caso é feito pela receptora.

O procedimento

A doadora é submetida à estimulação ovariana com medicação oral (citrato de clomifeno) ou subcutânea (gonadotrofinas). O desenvolvimento folicular é acompanhado por ultrassom e quando os óvulos se apresentam maduros são aspirados. O procedimento é rápido e feito sob efeito de sedação leve para evitar qualquer desconforto.
Em aproximadamente 20 dias todo o processo é finalizado.

Porque doar óvulos


A mulher que decide doar óvulos está dando a outra pessoa à oportunidade de ser mãe, contribuindo de forma humana e altruísta para que uma nova família se inicie. Muitas vezes a doação de óvulos é a única forma que outra mulher tem de gerar uma vida e ter a possibilidade de vivenciar a maternidade de forma completa, desde a gestação.  Doar óvulos é doar vida.
Para mais informações sobre doação de óvulos, clique aqui




Compartilhar:

3 comentários:

  1. Ola Tati, meu nome e Luana, tenho 22 anos. Tenho um cisto de 30mm no ovario direito, ja é o segundo. Haquase dois anos apareceu o primeiro, e tive q fazer uma cirurgia, estou tentando engravidar ha um ano e nada. O medico me passou o provene 10mg.sera q ajuda? Oque me indicaria fazer? Ele me falou q a gravidez em sí é um tratamento para o cisto. Tati me ajude por favor. Obrigada pela atençao, amo seu blog e acompanho sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, correria total, vida de cabeça pra baixo , só vi teu comentário agora, ainda precisa de ajuda?

      Excluir