É possível rejuvenescer os ovários e engravidar após falência ovariana?

4 MULHERES COM FALÊNCIA OVARIANA ENGRAVIDAM APÓS TRATAMENTO DE REJUVENESCIMENTO DO OVÁRIO

  • Especialistas do IVI, grupo espanhol de reprodução humana, apresentam resultados da pesquisa realizada em colaboração com o Hospital La Fe de Valência

Bilbao, 10 de maio de 2017.

Permitir que um ovário envelhecido seja capaz de ovular novamente poderia ser a solução para engravidar no caso de menopausa precoce, uma complicação que afeta 1% das mulheres jovens impedindo que a gravidez aconteça de forma natural.

Pacientes com casos de falência ovariana podem renovar a esperança de engravidar com óvulos próprios a partir dos resultados positivos de 4 gestações naturais conseguidas com a aplicação do estudo realizado em colaboração entre o Hospital La Fe de Valência e o Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI).  Sobre o tema, duas linhas de pesquisa científica foram apresentadas pelo professor Antonio Pellicer, presidente fundador do IVI, no workshop prévio ao 7º Congresso Internacional IVI, na Espanha.

Atualmente nas clínicas de reprodução humana da Europa, metade dos tratamentos para engravidar são realizados com óvulos doados. “A idade média das pacientes mundialmente é de 39 anos, algo muito parecido com a realidade na nossa clínica no Brasil”, explica Drª Genevieve Coelho, diretora da clínica IVI Salvador e parte do grupo que realizou as pesquisas. “Este estudo poderá ajudar não apenas as pacientes com falência ovariana precoce, mas também aquelas com idade próxima aos 40 que foram perdendo a capacidade de ovular naturalmente”.
  

Como é possível rejuvenescer o ovário?

Para reverter o processo de envelhecimento ovariano duas técnicas estão em desenvolvimento com o mesmo objetivo: Ativar os “óvulos adormecidos”, que são aqueles que permanecem no ovário em estágio de pré-desenvolvimento dentro dos folículos ovarianos, mas não se desenvolvem mesmo quando estimulados com os medicamentos hormonais que são utilizados nos tratamentos de fertilidade. As técnicas são:
  1. Fragmentação do tecido ovariano (OFFA) – Esta técnica é atualmente oferecida às pacientes do IVI Valência como última alternativa antes de partir para o tratamento com recepção de óvulos doados. O tratamento consiste em obter por laparoscopia uma amostra do tecido ovariano, fragmentar o tecido e devolvê-lo novamente ao seu local de origem. Uma técnica um pouco incômoda, mas que permite a alta da paciente no mesmo dia.
  2. Aplicação de células-tronco na artéria ovariana (BMDSC) – Esta técnica piloto que consiste na aplicação de células-tronco nas artérias do ovário, se mostrou prometedora por ter conseguido que as pacientes engravidassem naturalmente após o transplante de medula óssea.

Por que é difícil engravidar após os 40?

Antes mesmo de nascer as mulheres já possuem seu estoque de óvulos para a vida inteira. Centenas de óvulos se perdem antes mesmo da mulher atingir a puberdade e, quando inicia a vida fértil, o corpo feminino prioriza liberar primeiro os melhores óvulos, enquanto os considerados de menor qualidade permanecem e vão envelhecendo, o que afeta ainda mais sua capacidade de gerar um bebê saudável. Os resultados dessa seleção natural são menos chances de engravidar na medida em que a idade avança e aumento do risco de aborto ou problemas genéticos nos descendentes.


Sobre o IVI - RMANJ

Com sede em Valência, na Espanha, o Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI) possui mais de 70 clínicas em 13 países, incluindo Brasil, e é referência mundial em medicina reprodutiva. O grupo conta com uma Fundação, um programa de Docência e Carreira Universitária e recentemente realizou a fusão com o grupo norte-americano RMANJ elevando ainda mais sua relevância mundial.
Compartilhar:

Como Engravidar rápido e naturalmente

como engravidar rápido

Você resolveu  aumentar a família e descobriu que engravidar pode ser mais complicado do que imaginava. Vem buscando mês a mês, ciclo após ciclos por  aquelas dicas para engravidar milagrosas que tragam seu positivo  num passe de mágicas, mas até agora não encontrou nada nem parecido.

Engravidar pode ser um desafio

E de fato saber como engravidar pode ser mais complicado do que se imagina, principalmente quando você busca pelas dicas erradas. Sim, se você está em busca de um remédio para engravidar que seja milagroso, pode desistir. O milagre da gravidez não está numa pílula para engravidar . Porém é possível aumentar em até 56% suas chances de engravidar aplicando quatro passos simples.  A partir de um método 100% natural e realizado totalmente a partir da sua casa. Quer saber como ?  Eu vou te revelar qual o segredo para engravidar em até 90 dias.

Como engravidar em algumas semanas 

O segredo para engravidar rápido está na mudança dos hábitos do cotidiano. Mudanças principalmente alimentares e do uso correto de algumas dicas que especialistas do mundo inteiro afirmam, trazem maiores chances de gravidez.
O conhecimento sobre o seu corpo é uma arma poderosa para que a gravidez aconteça com brevidade.
Saber como o seu corpo e o corpo do parceiro funcionam, entender sobre período fértil, fecundação e implantação do embrião trazem benefícios incontáveis as tentativas de engravidar . Mas de nada essas informações valerão se você mantiver hábitos que diminuem sua fertilidade.
Quero ser mãe - método para engravidar rápidoDia após dia utilizamos produtos e alimentos que diminuem a fertilidade. Desodorantes, xampus, produtos cosméticos, batons e etc.., chegam até sua vida carregados de xenoestrogenos que comprometem a regularidade hormonal do seu organismo.

Melhor dieta para engravidar mais rápido

Uma dieta rica em carboidratos diminui consideravelmente as chances de engravidar.  Isso porque os carboidratos aumentam rapidamente a glicose no sangue.Assim o corpo precisa produzir mais insulina para manter o controle da glicemia. Com isso os descontroles hormonais podem surgir. Inclusive o aumento de hormônios masculinos no corpo da mulher. Quando esses hormônios andrógenos estão alterados no organismo feminino, os descontroles hormonais são inevitáveis. O ciclo menstrual fica prejudicado, muitas vezes impedindo a ovulação de acontecer. Sem controle hormonal não existe ovulação e sem ovulação não existe gravidez.

Mas o que fazer para  tornar seu corpo o ambiente ideal para que uma gravidez aconteça?

A chave está na aplicação de um método que combina alimentação, exercícios físicos, tratamento natural e as vitaminas certas. Sem remédio para engravidar? Sim, sem remédio para engravidar, sem medicações caras e carregadas de efeitos colaterais.
Através de uma lista de alimentos permitidos e proibidos, você irá disciplinar sua alimentação e tornando seu organismo mais alcalino e consequentemente menos ácido. 
A acidez excessiva potencializa as chances de  uma série de doenças como câncer por exemplo. Traz também maiores chances de infecções, inflamações e permite que a toxidade do seu organismo se mantenha elevada. 
É preciso eliminar as toxinas que fazem do seu corpo e do seu sistema reprodutor um local nada receptivo a gravidez
Um quarto do processo está em aumentar a qualidade de óvulos e espermatozoides, em seguida controlar os hormônios e promover ovulação. A segunda metade consiste em potencializar as chances de fecundação e garantir o sucesso da implantação.
A alimentação mais uma vez tem papel fundamental no processo. A alimentação está diretamente ligada a receptividade endometrial. 

Garantir o sucesso da implantação do embrião

Estudos apontam que mulheres que diminuíram a ingestão de carboidratos e deram prioridade ao consumo de peixes ao invés de carne vermelha durante a fase lútea, tiveram mais sucesso na implantação do embrião do que mulheres que mantiveram uma dieta rica em carboidratos simples e carne vermelha.
O papel dos aminoácidos na implantação do embrião é também um segredo de como engravidar. Assim como iodo e o magnésio trans dérmico podem ser a chave para muitos problemas da fase lútea. 
São informações essências que a maioria de nós não tem acesso e não faz ideia de sua importância. 

Como engravidar mesmo com causas para  infertilidade

É sim possível engravidar sem tratamentos caros e medicações com grandes efeitos colaterais. É possível controlar a SOP a Endometriose, tratar as trompas, Isca e curar a anovulação de forma natural. Eliminar miomas, evitar o surgimento de pólipos, diminuir os ciclos de LUF e impedir que os problemas da tireoide e a alta prolactina afetem sua fertilidade. É possível em alguns casos baixar os níveis de FSH revertendo casos de menopausa precoce cuja as razões venham de descontroles hormonais e causas emocionais. 
É possível obter sucesso nas suas tentativas. E o método capaz de tornar mulheres com problemas de fertilidade em mães é o Programa Quero ser Mãe.
Conheça aqui o Método Quero ser Mãe.

Pé no chão e esperança no coração !
Tatiana da Costa 


Compartilhar:

Super dieta capaz de melhorar a qualidade dos espermatozoides


Diversos estudos analisaram a importância de diferentes alimentos na fertilidade masculina, mas nunca havia sido comparado o impacto dos alimentos combinados na qualidade dos espermatozoides e observado que seus efeitos alcançavam níveis genéticos.

Segundo a pesquisa publicada recentemente na Revista Científica Fertility and Sterility, o impacto positivo de uma dieta saudável influenciou ainda mais os homens que apresentavam uma qualidade dos espermatozoides abaixo da normalidade. “Esta informação é muito importante, pois revela que existe uma margem para melhorar a fertilidade masculina e que cuidar da alimentação é fundamental, mesmo nos casos onde o casal já está em tratamento de reprodução humana, pois a dieta pode aumentar as chances de sucesso do tratamento”, explica Drª Marcia Riboldi, especialista em genética da reprodução humana.

Além de melhorar aspectos quantitativos e de mobilidade dos espermatozoides, foi identificado nos homens que adotaram uma dieta saudável que o nível de fragmentação do DNA espermático também reduziu.

Alterações no DNA espermático podem gerar alterações genéticas que impedem que o óvulo fecundado evolua inviabilizando a gravidez, ou ainda, em caso de gravidez, podem ocasionar abortos, falhas ou inclusive estar relacionado com o desenvolvimento de doenças genéticas.

Os cientistas identificaram que a combinação de frutas, verduras, cereais e azeite de oliva foi a mais efetiva para melhorar, pelo menos em parte, o potencial reprodutivo do homem. “É importante reforçar que a alimentação não irá solucionar todos os problemas sozinha dependendo do caso, mas ainda assim não pode ser desprezada, já que pode ajudar aumentar as chances de gravidez”, conclui Drª Marcia.

Fonte: Igenomix
IGENOMIX é referência mundial em biotecnologia por seus projetos de pesquisa e serviços avançados de genética reprodutiva. Possui laboratórios em São Paulo, Dubai, Deli, Los Angeles, Nova York, Miami,  Montreal, cidade do México e Valência.
Créditos da imagem: Revista Veja Editora Abril

Compartilhar:

Teste detecta síndrome de Down no feto com 99,9% de precisão


Detectar a Síndrome de Down no início da gravidez ajuda a preparar os pais a acolher e estimular o bebê


Com uma amostra do sangue materno coletada a partir da décima semana de gestação é possível identificar se o bebê é portador da Síndrome de Down com 99,9% de precisão. O teste pré-natal não invasivo (NIPT, também conhecido como NACE) tem sido incorporado como um exame de pré-natal padrão para todas as gestantes por recomendação de várias sociedades científicas de obstetrícia.

A primeira recomendação para a realização do estudo do DNA fetal no sangue materno em todas as gestações a partir da décima semana de gravidez foi anunciada durante o Congresso Americano de Obstetrícia e Ginecologia (ACOG) em 2016. Desde então outras entidades científicas internacionais como a SMFM, ISPD, ASHG e ACGM também oficializaram suas recomendações de incorporar o estudo genético ao pré-natal.


Qual é a vantagem de saber antes do nascimento se o bebê é portador da Síndrome de Down?

Quanto melhor estimulada, mais qualidade de vida e independência terá a criança com Síndrome de Down no presente e futuro. A pesar de hoje em dia esta doença estar mais desmistificada, os futuros pais precisam se preparar emocionalmente e também tecnicamente para receber o bebê em casa. Esta criança poderá ter uma vida plena, mas precisará ser entendida e estimulada de forma adequada.


Qual é a porcentagem de testes que dão positivo para a Síndrome de Down?

Segundo a Drª Marcia Riboldi, responsável pelo laboratório de genética Igenomix Brasil, são identificadas alterações no DNA fetal em 3% dos resultados do teste NACE, 53% desses casos devido à Síndrome de Down, que é a trissomia do cromossomo 21, enquanto as restantes alterações detectadas se dividem entre outras anomalias como a Síndrome de Patau (ligada ao cromossomo 18), Síndrome de Edwards (ligada ao cromossomo 13) e outras especificadas no gráfico abaixo.



O teste genético é coberto pelos planos de saúde e SUS?


Atualmente o teste genético está disponível apenas na rede privada de saúde. Os custos variam entre vários laboratórios que oferecem o teste e as diferentes plataformas de diagnóstico e o custo aproximado é de R$2.000,00.

Fonte: Igenomix
Compartilhar:

Quando é o Período fértil de quem toma anticoncepcional

período fértil de quem toma anticoncepcional


O período fértil de quem toma anticoncepcional simplesmente não existe. Mulheres que fazem uso regular e correto de anticoncepcional seja como pílula, injetável ou implante, não tem período fértil e, portanto as chances de engravidar são mínimas. Para que uma gravidez ocorra é preciso que folículos sejam desenvolvidos, amadurecidos e liberados pelos ovários. A função dos anticoncepcionais é justamente impedir que isso aconteça.
Compartilhar: