quinta-feira, setembro 19, 2013

10 curiosidades sobre Ovulação

Ovulação e Período Fértil, é sem dúvida o assunto que mais rendeu postagens aqui em nosso blog. É também o tema de maior dúvida entre as tentantes. Já sabemos que para engravidar, não basta apenas ovular, é preciso ter coordenação na liberação hormonal antes, durante e após a ovulação, é preciso que o óvulo tenha qualidade e principalmente que o útero tenha condições adequadas para a implantação. Ainda assim , a ovulação é o tema que mais preocupa e angustia as tentantes. Hoje falaremos um pouco sobre as curiosidades que envolvem a ovulação. 10 curiosidades que você talvez não saiba que acontecem durante o período ovulatório.



1. Mil óvulos perdidos a cada ciclo


A cada ciclo, cerca de 1.000 ovócitos (óvulos primários) são perdidos. A mulher já nasce com todos os 400 mil óvulos que desenvolveremos durante toda a vida fértil. Parece um número absurdo, mas se pensarmos que a cada ciclo, "desperdiçamos" cerca de 1.000,  para que apenas 1 se torne um folículo dominante e libere o óvulo que poderá ser fecundado, perceberemos que temos uma janela fértil de aproximadamente 35 anos.

2. Não ovulamos todos os meses

É isso mesmo! Uma mulher jovem e saudável, em plena capacidade reprodutiva, ovula de 8 à 10 vezes no ano. 
Talvez nesse momento você esteja se perguntando por qual motivo então, a maioria de nós, menstrua normalmente durante todo o ano. Isso acontece porquê todo o processo se desenvolve normalmente, só o que falha é a liberação do óvulo, mas como o endométrio já tinha recebido algum estimulo, descama normalmente quando para de receber as informações hormonais necessárias para se tornar cada vez mais espesso.

3. Pontada de Mittelschmerz

Estima-se que aproximadamente 15% das mulheres sintam a pontada de Mittelschmerz no momento da ovulação. 
Embora o nome seja estranho, essa pontada pode ser sua velha conhecida. A pontada de Mittelschmerz, nada mais é do que uma pontada no baixo ventre (abdômem) que acontece no momento da ovulação. Normalmente é mais sentida do lado direito e suas causas podem ser diversas. Pode ser causada por inchaço folicular, pela ruptura da parede do ovário(Os ovários não possuem aberturas, e para que ocorra a ovulação, o óvulo  deve romper a continuidade  da parede do ovário), a contração das tubas uterinas ou ainda alguma pequena quantidade de líquido ou sangue que se aloje na cavidade uterina em consequência da ovulação.

4. Sinal do linfonodo

Durante o período fértil, pode-se perceber na virilha correspondente ao lado do ovário que liberará o óvulo, um pequeno  linfonodo (carocinho), pouco maior que um grão de arroz.

5. Ovulação por descarga de adrenalina

Uma grande descarga de adrenalina pode antecipar em alguns dias a ovulação de uma mulher. 

6. Não ovulamos no momento do pico de Lh 
O pico de LH acontece horas antes da liberação do óvulo, é somente após receber essa informação hormonal que o folículo percebe que é hora de deixar o óvulo partir. A ovulação de fato, acontece em até 36 horas após o pico de LH.

7. TB não prevê ovulação 

Não é possível prever o dia da ovulação utilizando o método TB (Temperatura Basal). A temperatura da mulher, só começa a subir com a produção de progesterona, que por sua vez só ocorre após ovulação. Por isso, não espere a temperatura corporal subir para começar os treinos. 
Mulheres que fazem reposição hormonal (progesterona) não devem utilizar esse método.

8. Dia de maior quantidade de muco não é o dia da ovulação

É sem dúvida o melhor dia para ter relação, mas não é o dia da ovulação. O muco cervical do período fértil, aparece de 2 à 3 dias antes do dia da ovulação. Aproveite a presença do muco e treine bastante, é ele quem vai conduzir os espermatozoides até o óvulo.

9. Estresse pode atrasar a ovulação

Estresse, nervosismo, agitação e preocupação demais, podem confundir as informações hormonais e atrasar ou mesmo impedir a ovulação de acontecer. Procure meios de relaxar e manter o corpo e a mente em harmonia. Ioga é uma ótima alternativa e você pode praticar em casa. Veja aqui.

10. Vulva edemaciada ( inchada)

Durante o período fértil a vagina pode ficar inchada e isso pode ser facilmente percebido ao vestirmos por exemplo, uma calça jeans. Isso acontece devido a liberação hormonal do período. A natureza é sábia, e os hormônios trabalham para aumentar a líbido e vascularizam a região genital pelo mesmo motivo. 

Pé não chão e esperança no coração !

Compartilhar: