photo anigifunidadesseparadas.gif
Mãe à Flor da Pele - Blog para tentantes, gestantes e mamães: Sintomas da baixa produção de progesterona

13 de agosto de 2013

Sintomas da baixa produção de progesterona

Baixos níveis de progesterona pode ser uma das causas mais comuns de infertilidade. A progesterona é um dos hormônios liberados pelos ovários, e seu papel consiste em preparar o revestimento do útero para a implantação do embrião. Além disso, atua na manutenção da gravidez. Por essa razão, a progesterona tem um papel vital na fertilidade feminina, e níveis anormais, podem reduzir significativamente as chances de gravidez.

O nível de progesterona varia de acordo com o ciclo menstrual, e é responsável pela maioria das alterações experimentadas pelas mulheres durante o ciclo. 
Logo após a ovulação, o corpo lúteo no ovário começa a liberar progesterona. O elevado nível de progesterona provoca o aumento da temperatura comprovado  por mulheres  que se utilizam da  medição da temperatura basal para confirmar a  ovulação. Se o óvulo não for fertilizado, o corpo lúteo morre, e os níveis de progesterona caem. Como consequência, o revestimento do útero começa a sangrar e é eliminado através do que conhecemos como menstruação.

Quando os níveis de progesterona são baixos, o revestimento do útero não pode ser bem preparado para que a implantação ocorra. Mesmo que a implantação ocorra, esses níveis mais baixos, contribuem para um aborto, perda ovular, ou micro aborto, além de  causar Deficiência de Cálcio e Vitamina D. A vitamina D é essencial para fertilidade de homens e mulheres.

As causas para a má produção de progesterona não são bem esclarecidas, mas estudos sugerem que se deva ao fato de que a má nutrição, stress e falta de exercício . Alguns medicamentos também podem reduzir os níveis de progesterona, causando problemas de fertilidade.

Baixos níveis de progesterona apresentam sintomas diferentes, mas, muitas vezes, os sintomas se confundem a outros problemas . 
Alguns dos sintomas de progesterona baixa são as mudanças de apetite, depressão, alterações de humor, ansiedade, irritabilidade, alterações de peso, fadiga, menstruação irregular, dores de cabeça, baixo desejo sexual, relações sexuais dolorosas, secura vaginal, síndrome do ovário policístico, falta de concentração e insônia. 

Na maioria das vezes, as mulheres não fazem ideia que tenham dificuldades com a progesterona, até que resolvem engravidar e o pesadelo começa.
Felizmente, existem muitos tratamentos para distúrbios de progesterona , o mais comum são comprimidos de progesterona  que podem ser ingeridos ou introduzidos na vagina, cremes a base de progesterona e gel . A ingestão de alimentos com vitamina B6 e Magnésio são úteis nos ajustes hormonais de progesterona, assim como o consumo de inhame. O tratamento é iniciado logo após a ovulação, a fim de que os níveis de progesterona normalizem e  preparem o endométrio para a gravidez. Mulheres que desejam engravidar , devem e submeter ao tratamento , até que a produção natural esteja normalizado ou até no minimo  12 semanas de gravidez .

Pé no chão e esperança no coração !


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Auto medicação jamais !

Jamais se auto medique. Consulte seu médico antes de fazer uso de qualquer medicamento, mesmo sendo um fitoterápico ou erva natural.

Sua saúde é muito importante!

dúvidas e coments

dúvidas e coments

Deixe aqui seus Comentários Dúvidas e Sugestões

Nome

E-mail *

Mensagem *

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

.