terça-feira, março 12, 2013

Diabetes e a Fertilidade- A diabetes atrapalha engravidar?

Ter Diabetes não significa  necessariamente ter problemas de fertilidade, mas pode causar dificuldades na hora de conceber.
A Diabetes é uma doença caracterizada pelo aumento de glicose no sangue. O hormônio responsável por equilibrar a quantidade de glicose que entrará nas células de nosso corpo é a insulina. Em pessoas com diabetes tipo 1, existe uma deficiência na produção desse hormônio. São fabricados anticorpos que destroem as células do pâncreas responsáveis pela produção da insulina. Já na diabetes tipo 2, existe uma resistência do organismo a atuação da insulina.
Em ambos os casos, se não controlada , a diabetes pode não só comprometer a fertilidade, como provocar má formação fetal e até mesmo abortos.

A Diabetes e a Fertilidade Feminina

O impacto da diabetes não controlada na fertilidade da mulher pode ser devastador. 
Quanto mais resistência a insulina, ou menos ação desse hormônio no organismo da mulher for detectado, maior será a produção de hormônios masculinos. O aumento dessa taxa hormonal, traz problemas de ovulação. A mulher passa a ter ovulações irregulares e  em alguns casos pode até deixar de ovular.
Por isso ser quer engravidar e ter qualidade de vida, é  importante manter a Diabetes controlada.
O descontrole da diabetes, principalmente nas primeiras semanas de gestação pode, além de causar má formação fetal, aumentar entre duas a quatro vezes a chance de abortos, hemorragias e partos prematuros.
É sabido que apenas cerca de 25% de mulheres portadoras dessa doença, apresentam alguma dificuldade de concepção, mas nunca se sabe em que porta o problema vai resolver bater. Melhor mesmo é se cuidar e afastar qualquer risco que atrapalhe os planos do casal.

A Diabetes e a Fertilidade Masculina 

Não são só as mulheres que podem apresentar problemas com a fertilidade por causa da diabetes, os homens também estão sujeitos a alterações que comprometem sua capacidade reprodutiva.
Estudos feitos em espermatozoides de homens com diabetes, apontaram além de uma redução significativa de sêmem,  um maior número de material defeituoso, com anomalias em sua estrutura. Esse tipo de problema pode trazer desde de uma dificuldade de fecundação, até a formação de um embrião com má formação, aumentando assim a possibilidade de um aborto espontâneo. 
A Diabetes tipo 2, pode causar no homem, o que chamamos ejaculação retrógrada. Ejaculação retrógrada, é quando ao ejacular, o sêmem ao invés de sair pela uretra, é lançado para bexiga. Dessa forma não há espermatozoides ejaculados para fecundar o óvulo. Essa condição é irreversível na maioria dos casos  e a única forma de alcançar uma gestação é através da Fertilização in vitro.
De cada seis casais onde um dos parceiros é  diabético , ao menos um  precisa recorrer a tratamentos de fertilidade para engravidar. 

Tratamento

O controle das taxas de glicose, na grande maioria dos casos é o suficiente. Manter uma alimentação equilibrada, balanceada, fazer exercícios com regularidade  e fazer uso das medicações indicadas pelo médico, traz de volta a capacidade reprodutiva de homens e mulheres. Suas chances passam a ser iguais a de qualquer outro casal.
Como já dito, o único problema que pode se tornar irreversível é a ejaculação retrógrada. 



Pé no chão e controle da diabetes sempre !

Tatiana da Costa 



Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário