sábado, junho 18, 2016

Sintomas de Gravidez: Os principais sintomas das primeiras semanas de gravidez

principais sintomas de gravidez das primeiras semanas

Os primeiros sintomas de gravidez podem passar facilmente despercebidos pela maioria das mulheres, isso porque na maioria das vezes se confundem com os sintomas pré menstruais. Mulheres mais sensíveis a ação da progesterona no entanto podem apresentar sintomas mais intensos e que se destacam dos habituais.

O primeiro trimestre de gravidez pode começar sem qualquer  sinal de gestação, sem  sintomas de gravidez marcantes e terminar com uma avalanche de novidades e um novo corpo, já  ajustado pra transportar a nova vida pelos próximos meses. 

Para a maioria das mulheres, os sintomas  de gravidez não serão percebidos com intensidade pelo menos até a quarta semana de gestação, período em que torcemos para que a menstruação não venha ou para que ela logo apareça, tudo depende da intenção ou não de engravidar. 

Manchinhas de sangue  e cólicas chatinhas podem ser os primeiros sintomas precoces de gravidez. É a chamada nidação, período em que o embrião está se implantando no útero materno.
   Os enjoos e tonturas por sua vez podem começar em torno da quinta  ou sexta semana de gestação.
  Leia Também: Alterações nos seios - Sintoma precoce de gravidez

 Sintomas da primeira e Segunda semana de gravidez

Determinar o tempo exato da concepção e data do parto de uma mulher é mais complicado do que se pode pensar. Embora possa parecer estranho, a sua primeira semana de gravidez é baseada na data do seu último sangramento menstrual. A data prevista para o parto é calculada baseada na mesma informação. Assim sendo os primeiros dias do ciclo, aqueles em que ainda estamos menstruadas, são calculados como os primeiros dias de gravidez.

É na 2ª semana de gestação que ocorre a ovulação. A ovulação é a liberação do óvulo mais maduro do ovário. O óvulo maduro é captado por uma trompa de Falópio onde é fecundado por um espermatozoide e viaja para o útero. 

Leia também: Quanto tempo após a ovulação acontece a fecundação

É seguro afirmar que durante essas duas primeiras semanas não existem sintomas de gestação e sim sintomas que sinalizam as fases do ciclo, como por exemplo cólicas lateralizadas ou pequeno sangramento de ovulação.

Terceira semana de Gestação


O óvulo e o espermatozoide se combinam para tornar uma célula em um processo chamado de fertilização. O sexo do bebê é determinado no momento da fecundação. O ovo fertilizado faz o seu caminho em direção ao útero materno. O que antes era uma única célula é agora multiplicada e dividida em muitas células. Este processo, chamado de divisão e diferenciação celular, cria um blastocisto, um grupo cheio de fluido de células. Este blastocisto desenvolve duas camadas: uma massa celular interna (ICM) e uma camada externa de células trofoblásticas. Até o final desta semana, o blastocisto irá juntar-se ao revestimento do útero, também chamado endométrio. Este processo é chamado de implantação.

Leia também: Nidação: Quais os principais sintomas de nidação

Os sintomas


Esta fase inicial da gravidez, quando o óvulo fertilizado se move para o útero, muitas vezes não produz quaisquer sinais ou sintomas detectáveis, mas o movimento de contração das trompas pode causar pequenas cólicas.

Quarta semana de gestação


A implantação ocorre quando o blastocisto toca na parede uterina para iniciar a  nutrição. As células continuam a crescer e se dividir.  Uma vez que a implantação se inicia, o corpo começa a produzir pequenas doses de gonadotrofina coriônica humana (hCG). Os níveis de HCG passam a dobrar a cada dois dias após a completa implantação do embrião. O hormônio HCG ajuda o organismo a manter a gravidez. Ele também informa aos ovários que não é mais preciso desenvolver e  liberar óvulos maduros a cada mês, e é por esse motivo que a menstruação dos meses seguintes não acontece.

Os sintomas


Para muitas mulheres, o primeiro sinal detectável de uma gravidez é a falta da menstruação. Porém durante  a implantação, algumas mulheres experimentam cólicas leves e pequenos sangramentos, é o chamado sintoma ou sangramento de nidação.

A essa altura é provável que um teste de gravidez já apresente um positivo. Em quatro semanas, um teste de gravidez, na maioria dos casos, é capaz de detectar os níveis de hCG  na urina da gestante.

Outros sintomas da gravidez que ocorrem durante esta semana incluem fadiga, náuseas, formigamento ou seios doloridos, micção frequente, e sensação de inchaço.

Quinta semana de gestação


Em cinco semanas as células embrionárias em desenvolvimento em seu útero começam a tomar uma forma reconhecível. A semana cinco marca o início do período embrionário. As células que se tornarão a  medula espinhal do bebê e o cérebro começam a se formar.

Os sintomas


Fadiga, inchaço, micção freqüente, seios sensíveis e oscilações de humor marcam essa semana de gestação. É também na quinta semana de gestação que as náuseas e enjoos podem começar a incomodar.

Sexta semana de gestação


Em seis semanas o sistema nervoso e cérebro do embrião estão se desenvolvendo rapidamente. O coração começa a bombear sangue, e os olhos começam a se desenvolver. É também na sexta semana de gestação que braços e pernas começam a surgir.

Os sintomas


É na sexta semana de gestação que os sintomas de gravidez começam a aparecer com mais intensidade. 
Estômago enjoado, náuseas e micção frequente marcam essa semana de gestação. Embora os enjoos possam surgir a qualquer hora do dia são normalmente mais frequentes pela manhã. Prepara-se também para levantar durante a noite para um xixi inesperado.


Os Hormônios liberados durante a gestação, principalmente a progesterona, são os principais responsáveis por essa avalanche de novidades e sintomas que surgem. Alterações de humor, micção frequente e mudanças de temperatura estão relacionadas a essas oscilações hormonais.

Sétima semana de gestação


Na sétima semana de gestação o cordão umbilical, que fornece ao embrião nutrientes e oxigênio durante a gravidez, termina de se formar. Os pulmões e o sistema digestivo ainda estão em desenvolvimento. O rostinho do bebê começa a adquirir características mais definidas.
O seu corpo está pronto para o resto de sua gravidez e trabalha para proteger o embrião em crescimento. Nesse estágio o tampão mucoso começa a se desenvolver . O tampão mucoso veda o colo do útero evitando que bactérias atinjam a bolsa d'água e causem um parto prematuro por exemplo.

Os sintomas


O sintoma mais marcante da sétima semana de gestação é sem dúvida a sensibilidade emocional que a gestante enfrenta. Pesadelos ou mesmo insônia podem surgir e atrapalhar a rotina da gestante. Sonhos em que a gravidez ou o bebê estejam em risco são comuns e podem deixar a mamãe insegura e aflita. 

Oitava semana de gestação


O embrião já possui características mais reconhecíveis, incluindo mãos, pés e olhos. Os órgãos genitais ainda são muito pequenos e pouco desenvolvidos. Embora já formados ainda não apresentam condições para que você conheça o sexo do seu bebê.


Os sintomas


Náuseas, vômitos, fadiga, inchaço e ganho de peso (algumas vezes extremo) marcam a oitava semana de gestação. 
Seu corpo está trabalhando duro para ajudar o seu embrião em crescimento a se desenvolver saudavelmente. A gravidez exige muito do corpo da mulher, em particular o seu sistema vascular. Durante esta fase da gravidez seu coração pode começar a bombear mais rápido e com mais esforço. O esforço extra é necessário para obter sangue suficiente do coração para seu próprio corpo e para o seu embrião.


Nona semana de gestação


As pálpebras estão se formando a partir de retalhos de pele sobre os olhos. O nariz já pode ser visto no ultrassom. Os órgãos reprodutivos internos estão em desenvolvimento. Músculos já começaram a se formar e em consequência disso seu bebê já começa a se movimentar. 

Os sintomas


Muitos dos mesmos sintomas que a oito semanas ainda estarão presentes na nona semana de gestação.
Por agora, os sintomas vão continuar a crescer por conta  do hormônio e mudanças químicas da gravidez que criam um monte de trabalho extra para o seu corpo. Não se surpreenda se uma fadiga extrema for o sintoma marcante da nona semana de gestação.

Décima semana de gravidez


A partir da décima semana de gestação  o embrião passa a ser considerado como  feto. Dedos das mãos e pés começam a se desenvolver. Todos os órgãos vitais do feto estão começando a trabalhar juntos.

Os sintomas


Os sintomas da nona semana de gravidez ainda são os mesmos das semanas anteriores. Náuseas, vômitos, alterações de humor, fadiga e seios doloridos são os mais comuns. Neste ponto seu ritmo cardíaco vai subir, mas a sua pressão arterial provavelmente permanecerá a mesmo ou ainda poderá sofrer quedas. A partir da décima semana de gestação seu médico dará maior atenção  a sua pressão arterial.

Décima primeira semana de gravidez 


Na décima primeira semana de gestação o feto está crescendo rapidamente. Todos os vasos sanguíneos da placenta estão se desenvolvendo a fim de fornecer ao feto os nutrientes e oxigênio necessários para o seu pleno desenvolvimento.

Os sintomas


Os hormônios continuam causando uma variedade de alterações em seu corpo. Seus seios podem começar a crescer. A aréola, área ao redor do mamilo, pode adquirir uma cor mais escura e pode se tornar maior. 

Algumas mulheres, normalmente as mais afetadas pelos enjoos e náuseas, podem perder peso durante as primeiras semanas de gestação. A partir da décima semana no entanto, algum alívio desses sintomas pode ser sentido e o ganho de peso passa a ser mais provável.  O feto está crescendo tão rapidamente que sua fome certamente será maior.

Décima segunda semana de gravidez


O cérebro é o foco principal da décima segunda semana de gestação, mas as pequenas unhas das mãos e dos pés também começam a crescer e ganham destaque nessa fase do desenvolvimento fetal. Os rins já estão funcionando e  produzem urina.

Os sintomas


A combinação de aumento do volume do sangue e os níveis hormonais elevados fazem com que mais sangue circule através dos vasos fazendo com que as glândulas de óleo do corpo trabalhem num ritmo maior. Isso, por sua vez, dá a sua pele uma aparência brilhante corada. Muitas pessoas podem começar dizendo que você tem o "brilho gravidez."
O melhor sintoma da décima semana de gestação é na verdade a diminuição dos sintomas mais desagradáveis, como os enjoos e náuseas por exemplo.


Segundo trimestre de gravidez 


Os sintomas diminuem no segundo trimestre de gravidez
No segundo trimestre de gravidez você já começa a parecer de fato grávida. A barriguinha começa a apontar e algumas mamães conseguem sentir as famosas tremidinhas no útero, como se houvessem borboletas voando por ali. Essas tremidinhas são em decorrência dos movimentos do feto, que embora ainda tenha muito espaço e seja muito pequeno, vez ou outra consegue produzir no ventre materno essa sensação gostosa de alguém cresce por ali.

Embora a maioria dos sintomas comecem a desaparecer a partir dessa fase de gestação, outros sintomas desagradáveis podem ganhar força, é o caso da azia por exemplo. Converse com seu médico caso venha sofrendo com esse problema. A auto medicação é perigosa e o mais simples dos medicamentos pode trazer riscos a sua gravidez e a saúde do seu bebê. Sal de frutas por exemplo não é aconselhável durante a gestação.

Pé no chão e esperança no coração!
Tatiana da Costa 

Fonte: IVI -Reprodução Humana

Healtline

Compartilhar: