sábado, março 12, 2016

Qual a diferença entre depressão pós parto e baby blues?

Se você acha que tem depressão pós-parto, psicose pós-parto, ou apenas o simples e antigo baby blues, converse com seu médico sobre formas de lidar e coisas que você pode fazer para melhorar sua condição.

Tristeza sem explicação

Ter um bebê traz uma tonelada de diferentes, e às vezes estranhos sentimentos que as novas mães muitas vezes não esperam e não sabem lidar. Além da felicidade, alegria e amor que pode invadi-la quando seu bebê nasce , há por vezes, alguns sentimentos não tão sublimes que acompanham o pós parto. O fato é que muitas mulheres após o nascimento de seus bebês passam por momentos de angústia e tristeza. Para algumas esses sentimentos são, embora desconfortáveis, mais leves e amenos, como o chamado baby blues, no entanto para outras, os sentimentos podem ser intensos e perturbadores e são mais comuns na depressão pós-parto. Mas como saber exatamente qual a diferença entre baby blues e depressão-pós parto?

Baby Blues pós-parto



O baby blues é o mais comum e afeta grande parte das novas mães de uma forma ou de outra. O baby blues tem uma incidência maior, acima de tudo por se apresentar  devido às enormes mudanças hormonais e as mudanças na rotina da família. Enquanto as novas mães  experimentam uma onda de emoções positivas como alegria, amor, felicidade, por vezes há também algumas emoções menos positivas  que acompanham o nascimento do bebê. É comum que se sintam  excessivamente chorosas, oprimidas e tristes por nenhuma razão em particular. Também é muito comum para as novas mães se sentirem nervosas, inseguras, com medo do que está por vir, e um tanto preocupadas. O Baby Blues é frequentemente  acompanhado por irritabilidade, dificuldade de concentração, problemas de sono, ansiedade, preocupação, stress, e grande inquietação. Os sintomas do baby blues aparecem alguns dias após o parto , e duram apenas algumas semanas, normalmente  até que os níveis hormonais voltem ao normal.

Depressão pós-parto


Depressão pós-parto é muito mais grave do que o baby blues e pode ser perigosa se não for diagnosticada e tratada adequadamente.

Uma das principais diferenças entre o baby blues e a depressão pós-parto é que a depressão pós-parto pode ocorrer a qualquer momento durante o primeiro ano após o nascimento do bebê. Os sintomas da depressão pós-parto e baby blues são muitas vezes os mesmos, mas a diferença principal é que os sintomas de depressão pós-parto duram mais tempo e afetam a  vida da mulher mais significativamente. 

Depressão pós-parto às vezes também inclui sintomas perigosos, tais como pensamentos suicidas, incapacidade de se relacionar com o bebê, ou pensamentos sobre ferir o bebê. O grande problema com a depressão pós-parto é que às vezes ela pode ser silenciosa e nem sequer dar sinais até meses depois do nascimento do bebê, com isso grande parte das mulheres nem fazem ideia que esses sintomas estão associados ao nascimento do filho, o que dificulta o diagnóstico.

Psicose pós-parto

Psicose pós-parto é muito rara, afetando apenas cerca de 1 em cada 1000 de mães que dão à luz. Psicose pós-parto é como depressão pós-parto que saiu da razão. É caracterizada por um afastamento da realidade e inclui coisas como pensamentos suicidas ou ações, pensamentos ou tentativas de ferir seu bebê, delírios, comportamento errático, mudanças de humor, comportamento violento, incapacidade ou recusa de comer ou dormir e alucinações. 
Devido à natureza extrema da psicose pós-parto, a doença  é considerado uma emergência médica e a mãe deve ser mantida em ambiente hospitalar para se certificar de que ela e seu bebê permanecerão seguros. Felizmente psicose pós-parto é muito raro, ainda que muito sério. Se você acha que tem depressão pós-parto, psicose pós-parto, ou apenas o simples e antigo baby blues, converse com seu médico sobre formas de lidar e os tipos de tratamentos disponíveis para te ajudar. 

Pé no chão e esperança no coração !
Tatiana da Costa 

Compartilhar: