quarta-feira, setembro 30, 2015

Progesterona baixa - 7 sintomas de baixa progesterona

O número de mulheres com baixa progesterona vem subindo nos dias atuais. Não é raro encontrar mulheres fadigadas com certa frequência, com ciclos irregulares, problemas de pele e aumento de peso. Embora os motivos possam sim ser diversos, a baixa progesterona pode ser a vilã dessa história. 



Estamos mais expostos atualmente a  substâncias químicas que imitam o estrogênio. Essas substâncias são encontradas tanto no ambiente quantos nos alimentos que ingerimos. Plásticos ricos em bisfenol que simulam o comportamento do estrogênio, hormônios sintéticos e produtos de origem animal são os mais danosos nesse sentido. 

O estresse também é considerado uma das causas importantes  para a progesterona baixa  de muitas mulheres.
O alto estresse  provoca alterações químicas importantes que afetam a atividade hormonal do organismo. Quando o cortisol, que é o principal hormônio liberado no organismo dos estressados, alcança picos elevados, ele bloqueia os receptores de progesterona e limita sua atividade no organismo. Esse é um dos principais motivos, pelo qual as mulheres devem procurar ajuda para controlar o estresse e a ansiedade quando estão tentando engravidar.


Exercícios são uma boa maneira de controlar o estresse, mas não se deve ultrapassar o limite de 30 a 60 minutos diários numa frequência de de 4 a 5 vezes semanais. Uma rotina muito pesada de exercícios pode afetar negativamente a liberação de progesterona.


Principais sinais de progesterona baixa


1. Irregularidade menstrual- ciclos longos, ciclos irregulares, fase lútea curta (se o  pós ovulação for inferior a 10 dias), um diagnóstico de síndrome do ovário policístico, cólicas menstruais, menstruação em borra.



2. Infertilidade -  a progesterona é um dos principais hormônios envolvidos na obtenção e manutenção de uma gravidez saudável. É ela quem prepara o revestimento do útero para a implantação de um embrião. Se você está tendo dificuldade em conceber ou já sofreu de um aborto espontâneo, o ideal é fazer um exame para verificar a dosagem de progesterona. 

3. Acne, unhas quebradiças, pele rachada seca - Se você está sofrendo de acne, se suas unhas estão fracas, a pele está descamando e sem brilho, pode ser um indicativo de baixa progesterona.

4. Depressão, ansiedade, alterações de humor - Depois dos 30 anos, a maioria das mulheres sofre uma queda de progesterona e um dos primeiros sinais são as frequentes mudanças de humor. A progesterona é responsável por estabilizar o nosso humor. Por isso, se você está enfrentando mudanças importantes de humor ultimamente, verifique os seus níveis de progesterona.

5. Baixa libido, fadiga, confusão mental -   Sem vontade para o sexo? Acorda já pensando na hora de se deitar? Não consegue lembrar nomes ou palavras como antes? Também pode ser um sintoma de baixa progesterona.

6. O metabolismo está mais lento, percebeu que ganhou gordura abdominal, dificuldade em perder peso, aumento da glicemia, são alguns indicativos de possível queda de progesterona. 

7. As enxaquecas, dores de cabeça, dor nas articulações e alergias alimentares repentinas.


Se o seu diagnóstico for de baixa progesterona, não se desespere, existem muitas formas de lidar e tratar com o problema. Veja aqui as melhores alternativas. 

Pé no chão e esperança no coração 
Tatiana da Costa 

Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário