sábado, junho 28, 2014

Candidíase nos Seios - Causas sintomas e tratamento

Infecções fúngicas são cruéis no mais amplo sentido da palavra. Embora  a candidíase seja mais comumente encontrada no canal vaginal, durante a amamentação, o seio, mamilo e aréola são criadouros perfeitos para essa condição infeliz. Quanto mais ela se espalha mais o fungo pode prejudicar você e seu bebê.



Causas e fatores para candidíase nos seios


  • Bebê  diagnosticado com candidíase
  • História prévia de candidíase vaginal
  • Uso recente de antibióticos
  • Fissuras nos mamilos
  • O consumo exagerado de produtos lácteos, alimentos muito açucarados e / ou adoçantes artificiais
  • Uso recente de corticoides
  • baixa imunidade

Os sintomas da Candidíase no bebê incluem:


  • Manchas brancas na gengiva, bochecha ou língua. (Camada branca sobre a língua não significa automaticamente aftas. Um pediatra deve ser consultado para fechar o diagnóstico)
  • Gases frequentes
  • Assaduras vermelhas,  como manchas
A maioria de nós conhece a candidíase em bebês como o popular sapinho.  

Os sintomas da Candidíase nas mamas das mães incluem:


  • Sensação de ardor no mamilo, durante ou após uma amamentação
  • Dores no próprio peito durante ou após a amamentação
  • Mamilos rosados ​​ou vermelhos 
  • Aréola Vermelho
  • Escoriações na base do mamilo
  • Fissuras que não cicatrizam

Tratamento


Consulte seu  ginecologista, ou pediatra  do seu bebê para o diagnóstico mais preciso.
Siga as orientações e use os medicamentos e pomadas prescritos pelo médico. Não se auto medique.
Se necessário o médico lhe orientará a alimentar o bebê com fórmula infantil até que seja seguro voltar a amamentar.

Passos de prevenção para que a candidíase não retorne:

Fungos são difíceis de combater e se não forem tomados alguns cuidados rigorosos, as chances de uma re-contaminação são grandes, por isso força de vontade, atenção e disciplina são essenciais para combate permanente do problema.

  • Considere limitar a ingestão de açúcar e restringir o álcool, queijo, farinha de trigo e produtos lácteos.
  • Comece a comer , iogurte sem açúcar ( Há muito açúcar adicionado a iogurtes com sabor, que muitas vezes age contra as propriedades acidophilus)
  • Faça uso de vitaminas diariamente com supervisão médica. Verifique se a sua dieta não é deficiente em zinco, cobre, vitamina A ou B
  • Adicione  alho em sua alimentação diária. O alho impulsiona o sistema imunológico e mantém os fungos sob controle.
  • Evite umidade constante em seus mamilos e aréola. Se o leite materno vaza com frequência, considere usar protetor de seio de preferência a base de algodão. 
  • Não use conchas de plástico, elas proporcionam o ambiente ideal para a proliferação dos fungos
  • Luz solar e fungos são inimigos mortais! Tome banhos de sol nos seios por 10 minutos, duas vezes por dia. 
  • Expor todas as roupas e equipamentos de amamentação com contato direto com os seios à luz solar também é uma boa precaução.
  • Misture 1 colher de sopa de vinagre para 1 xícara de água morna, e aplique nos mamilos e aréola com  algodão limpo após cada mamada para evitar o crescimento de fungos. ( não faça isso se houver fissuras)
  • Evite roupas apertadas e sutiãs de arame.
  • Ferva todas as partes da bomba, chupetas, bicos de mamadeiras, protetores de mamilo, e brinquedos com contato direto com a boca diariamente por 20 minutos até que tudo seja esterilizado.

  • Descartar e substituir chupetas, bicos de mamadeira a cada semana, se necessário
  • Lavar com frequência as mãos é muito importante para impedir a propagação da infecção
  • Mantenha o stress sob controle.
  • Lave todas as roupas, toalhas e roupas íntimas que entram em contato com o fungo em água quente.
  • Se os sintomas persistirem, consultar o médico e uma consultora de amamentação para posterior avaliação. 

Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário