quarta-feira, fevereiro 19, 2014

Lubrificantes comuns podem impedir gravidez

O desgaste dos treinos “forçados” e alguns medicamentos para fertilidade, muitas vezes impedem que a lubrificação natural feminina se faça presente em quantidade satisfatória. Nesse momento muitos casais recorrem a lubrificantes para ajudar a tornar o sexo mais confortável, inclusive sob orientação médica. Mas basta o lubrificante ser a base de água para ser seguro para concepção?


Todos os lubrificantes a base de água são seguros para concepção?

A resposta é não. Testes feitos com Lubrificantes comuns, mesmo os a base de água, mostraram que esse tipo de lubrificação possui em sua composição elementos que dificultam a locomoção e muitas vezes matam os espermatozoides, impedindo que eles cheguem ao óvulo para fecundação.

Quais lubrificantes são seguros para concepção?

Existem lubrificantes que foram desenvolvidos com a finalidade de ajudar na concepção. Esses lubrificantes são ricos íons, cálcio,  magnésio, ácido hialurônico (AH)e ph equilibrado em sua fórmula. Esses componentes ajudam não só na locomoção dos espermatozoides como também garantem uma maior sobrevida e resistência desses espermatozoides, contribuindo assim para a fecundação.

Cuidado com recomendações equivocadas

Enquanto a maioria dos médicos já está em dia com os últimos estudos e sabe que não deve recomendar lubrificantes comuns para mulheres que desejam engravidar, alguns médicos apostam na sorte e orientam suas pacientes a utiliza-los, podendo assim acabar com todo o seu esforço e dedicação!

Muitas mulheres que fazem tratamento para fertilidade encontram dificuldades com seu muco cervical, nesses casos é recomendado o uso de lubrificação, mas nem sempre os médicos são coerentes e fazem a indicação adequada.
Por isso fique atenta e pergunte a seu médico se o lubrificante sugerido é um lubrificante esperma amigável.


Produtos domésticos que são utilizados para lubrificação íntima

Muitas pessoas, tentando encontrar algum tipo de lubrificação segura e barata, recorrem ao uso de produtos domésticos para tal. 

Alguns utilizam clara de ovo, que pode ser uma alternativa viável, porém perigosa, sobretudo se a mulher for alérgica a ovo e principalmente pelo risco de salmonela.

Alguns casais utilizam óleo de canola ou óleo de bebê como alternativa, o que para muitos, esta é uma boa opção. Porém há quem diga que esse tipo de lubrificação dificulta a motilidade dos espermatozoides e há sempre a chance de infecção vaginal ou irritação.

Já a saliva não deve nunca ser utilizada como lubrificante vaginal, uma vez que isso pode causar problemas com o esperma, bem como aumentar à acidez.

Os lubrificantes utilizados nos ultrassons para acompanhamento do período ovulatório, também podem ser prejudiciais ao esperma, o ideal é que a paciente leve consigo seu lubrificante amigável para realização do exame.

Consideração final

É fato que muitas mulheres já engravidaram mesmo utilizando lubrificante a base de água, de marcas conhecidas e facilmente encontradas em qualquer farmácia ou sexy shop, porém para casais que tentam há muito tempo, para mulheres com pouco ou nenhum muco cervical e para casais cujo companheiro tem alguma dificuldade de motilidade ou quantidade de espermatozoides, o ideal é investir um pouco mais e utilizar um lubrificante que além de não atrapalhar consiga contribuir para a fecundação.

Existem muitas marcas de lubrificantes chamados amigáveis, seguros para a concepção. Infelizmente nenhum de fabricação nacional, o que nos impede de adquirir em qualquer farmácia próxima. Só podem ser adquiridos através da internet em sites internacionais, ou através de vendedores autônomos que importam esses produtos.

Os melhores são o Conceive plus, Pre Seed e o Yes Baby. No caso do Yes, ele vem com lubrificação para o período fértil e fase lútea, contribuindo não só para fecundação mas também para implantação do óvulo fecundado, garantindo o controle do ph vaginal e diminuindo as chances de proliferação de fungos e bactérias.

Pé no chão e esperança no coração!
Tatiana da Costa 

Compartilhar: