sexta-feira, outubro 11, 2013

Os 4 erros mais comuns cometidos por um casal que planeja engravidar

A maioria dos casais acredita que engravidar será algo fácil. Para muitos casais, de fato é. No entanto, isso não é uma realidade para todos. Muitos casais estão realmente prejudicando suas chances de engravidar, com alguns erros comuns. Mas hoje, traremos as informações necessárias para que as atitudes sejam as mais acertadas possíveis.


Ter relações sexuais na hora errada

Engravidar na maioria das vezes tem haver com o tempo, timing. Calcular corretamente o período fértil, e ter certeza que a ovulação esta acontecendo, é sem dúvida o ponto mais importante para um casal que deseja conceber. Se uma mulher não está ovulando, nenhuma maratona sexual será capaz de fazê-la engravidar. A maioria das mulheres tem um ciclo que dura 28 dias, mas isso não é uma regra, por isso é importante conhecer bem o seu corpo e entender como ele funciona.
Se o seu ciclo é regular sempre em x dias, fica fácil prever o possível dia de ovulação. Para isso basta diminuir 14 dias do tempo total que dura seu ciclo, e encontrará o seu possível dia de ovulação. Lembre-se, três dias antes e dois dias após o dia exato de ovulação, são dias em que você também deve manter relações.

Exemplo:
Seu ciclo é regular em 31 dias. O cálculo a ser feito é o seguinte.
31-14=17


Isso indica que você ovula dezessete dias após o primeiro dia de menstruação. Portanto os treinos devem começar no décimo quarto dia do ciclo e devem terminar no décimo nono dia do ciclo.

Se o seu ciclo for do tipo que atrasa ou adianta até cinco dias, não indica que ele seja irregular. Mas é preciso ter atenção na hora dos cálculos e estender um pouco mais o período de treinos.
Vamos exemplificar para ficar mais simples de entender.
Se o seus ciclos variam entre 27 e 32 dias, por exemplo, você deve iniciar os treinos pelos cálculos do ciclo menor, e terminar de acordo com os cálculos do período mais longo.

Exemplo:
27-14=13
32-14=18

Seus treinos devem começar a partir do 10º dia do ciclo e de vem se estender até o 20º dia do ciclo.

Isso porque contamos o início do período fértil, a partir dos três dias que antecedem a possível ovulação de um ciclo de 27 dias ( o mais curto ), e o final a partir dos dois dias após uma possível ovulação do ciclo de 32 dias ( ciclo maior ). Dessa forma, tenha você um ciclo mais curto, ou mais longo, terá mantido relações suficientes para atingir a ovulação de qualquer um deles.
No caso de ciclos muito irregulares, o melhor é manter um ritmo de no mínimo 3 relações semanais em dias alternados.

Há também outras maneiras de traçar e acompanhar sua ovulação.  Os ultrassons seriados e os testes de ovulação caseiros são as maneiras mais eficientes de acompanhar o período fértil. A medição da temperatura basal é muito útil apenas para saber se a ovulação já aconteceu, uma vez que a temperatura só sobe após a ovulação. É importante lembrar que mulheres que fazem reposição hormonal não devem usar esse método.

Quando procurar um médico

Muitos casais por medo de descobrirem o que tanto lhes aflige, adia ao máximo a consulta com o médico. Em contra partida os mais ansiosos, nem bem completaram três meses de tentativas, já estão lá sentadinhos de frente com o seu suposto salvador.

Mais uma vez o timing é muito importante. Engravidar tem muito haver com tempo, e a procura do médico na hora certa, é mais um bom indicativo disso.
Como regra geral, você deve consultar um especialista em fertilidade, se a espera pelo positivo exceder 12 meses. Se você tiver mais de 40 anos, embora seja natural um tempo de espera mais longo, é preciso ter em mente que infelizmente você já não pode se dar ao luxo de esperar tanto pela natureza, por isso aguarde apenas seis meses e faça uma visita ao especialista. No entanto, se você tiver um histórico de infecções pélvicas ou doenças sexualmente transmissíveis, ou menstruações dolorosas de fluxo muito intenso, deve procurar um médico o quanto antes.

As posições ajudam

Não há nenhuma evidência comprovada de que certa posição vá ajudar tanto assim. Mas se a espera já é longa, não vejo motivos para deixar de apostar em dicas simples, que não exigem muito, e que na verdade podem trazer um toque diferente a sua relação. Inovar nas posições, e manter a penetração por mais tempo, além de, quem sabe, te ajudar a conceber, pode reforçar ainda mais a cumplicidade do casal. 

O ponto principal é ter relações sexuais antes e no dia da ovulação. Tente o seu melhor para manter a diversão do sexo e para não ficar muito preso na "ciência" de fazer um bebê. 
Divertir-se com seu parceiro é a melhor dica que pode ser dada. Ficar preso as regras que facilitam a concepção, podem gerar um estresse entre o casal, e isso certamente afetará não só a relação, mas as suas chances de engravidar.

Ao fim do ato, é interessante que seu parceiro mantenha a penetração até que ele comece a perder a ereção. Esse momento pode ajudar a manter os espermatozoides mais próximos do colo do útero, e é um ótimo momento para olhar nos olhos e reafirmar as juras de amor. Tem coisa melhor do que enxergar amor nos olhos do outro?

O fantasma da culpa

As mulheres tem realmente um dom natural quando o tema é culpa. Se não houve gravidez dentro do tempo que ela julga aceitável, pronto, a culpa certamente é dela. Isso com certeza significa que algo está "errado" com a você, não é? Não tão rápido.

Médicos dizem que apenas 30 por cento de problemas de fertilidade são atribuídos à mulher. Outros 30 por cento são problemas com o sexo masculino. E os 40% restantes, ficam pra quem?  São atribuídos a uma combinação de ambos os sexos masculino e feminino.

Sendo assim, não assuma automaticamente que o problema é unicamente seu. Isso pode não ser o caso. Você pode estar insistindo em achar um problema que não é seu, e seu parceiro perdendo a oportunidade de descobrir algo que ele poderia resolver facilmente. Não somos as únicas "máquinas" que podem falhar, e os homens precisam deixar o machismo de lado, e aceitar que podem ter alguma dificuldade que precisa de atenção. 
Ele já ter filhos e você não, ou vice e versa, não afasta a possibilidade de um problema atual.

Estes são os quatro erros mais comuns que os casais cometem quando estão tentando engravidar. Afaste-os de suas tentativas e certamente alcançará seu objetivo mais rapidamente.

As dicas para engravidar mais rápido, não estão relacionadas a fórmulas mágicas e milagrosas, mas sim a possibilidade de afastar fatores que podem atrapalhar e atrasar esse momento. Conheça melhor seu corpo, afaste tudo o que pode te atrapalhar, aprenda sobre o que pode beneficiar esse momento e conseguirá engravidar mais rápido do que engravidaria se não tivesse as informações adequadas.

Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário