segunda-feira, abril 01, 2013

O doce sabor da espera ?!

Quem já não sentiu aquele gostoso frisson pela espera de algo muito importante ou empolgante que está para acontecer ?
Sentimento que nos invade, que  gera uma ansiedade do bem, gostosa, enebriante, que enche nossos corações de alegria e felicidade. 

Há quem diga que o prazer de esperar por um dia especial, chega a ser melhor que o dia em si. O dia chega, a coisa toda acontece e rapidamente se vai, como num passe de mágica. Embora marcante, passa tão rápido que fica difícil lembrar de detalhes importantes. Já a espera não, dura tempo suficiente para  que nossa imaginação vague por lugares mágicos, situações inusitadas e desejadas.

Se a espera de algo importante consegue ser tão perfeita, tão prazerosa, por que ao esperar pelo positivo sofremos tanto? 
Ser mãe é um  momento sublime na vida de uma mulher, então aguardar por esse acontecimento deveria nos trazer os melhores sentimentos. Mas não é assim que acontece para muitas de nós. 
Ao decidir engravidar, nos tornamos quase irracionais, não paramos para pensar no tempo de espera, já nos imaginamos de 9 meses, prestes a dar a luz. Não desfrutamos de doces sonhos com alegria,apenas lamentamos e sofremos pela gravidez que ainda não aconteceu. 

Por que o desejo de engravidar, a espera por esse momento único, tem que ser diferente de todo o resto?
As vezes me pergunto se essa longa e sofrida espera não é justamente por esse motivo. 
Um momento tão sublime, não pode ser vinculado a agonia e tristeza. Essa cobrança louca que nos impomos no momento em que decidimos que é chegada a hora de aumentar a família, só faz com que esse momento fique cada vez mais distante. 

Então somos punidas por desejar a maternidade? Eu respondo a essa questão com outra pergunta. 
"-Você confiaria os cuidados de seu filho à alguém sem equilíbrio emocional, sem controle?"
Talvez Deus pense da mesma forma. 
Equilíbrio é a base que nos sustenta, é o que nos faz optar pelos caminhos mais acertados. Por que não fazer o mesmo quando o assunto é alcançar a maternidade? 

Caminhem firme sob passos certos, busquem o equilíbrio interior. Não estou sugerindo que simplesmente não sofram, impossível não lamentar pelo desejo não realizado, só estou sugerindo que não percam o prumo, a estabilidade a direção. 
Sofrer faz parte, não desmoronar é preciso e seguir em frente é vital.

Que a semente da vida seja plantada no ventre de todas as mulheres dignas desse mundo !

Pé no chão e esperança no coração !
Tatiana da Costa 




Compartilhar:

2 comentários:

  1. Esse texto você fez pra mim neh... preciso desligar o botão da gravidez em mim, para que meu corpo esteja preparado para o grande momento.

    ResponderExcluir