segunda-feira, maio 03, 2010

Você quer engravidar pelo motivo certo?

Algumas mulheres buscam por uma gravidez sem se dar conta que estão tentando pelo motivo errado.
A mulher moderna tem uma vida sofrida e sacrificada. Temos que ser mães, mulheres, profissionais, esposas, e nos cobramos perfeição em todas as atividades. As vezes nos perdemos no meio disso tudo, sem nos dar conta que esquecemos de nós mesmas. 
Cuidar da casa, dos filhos, da profissão e ainda ter um desempenho satisfatório como amante, esposa, não é fácil. 
Mas a maternidade, o lado fêmea, acaba falando mais alto, e de repente a ideia um filho ou de mais um filho nos invade.

Não é raro ouvir mulheres dizendo que querem engravidar  para dar um irmãozinho para o filho, ou porque o marido arrumou outra mulher e ela acha que um bebezinho vai segura-lo, ou ainda porque tem medo de não ver o tempo passar e perder o momento de mais uma gestação. Motivos válidos, porém errados.
Vivemos dizendo que não temos tempo para nada. Durante o dia, trabalho árduo de segunda a sexta, algumas até sábado, durante a noite, donas de casa, lavar, passar, cozinhar, limpar, fazer lição com o filho e ainda proporcionar uma noite quente ao marido. 
No fim de semana ou no domingo, merecido descanso. Que nada, limpar geladeira, arrumar as prateleiras, ajeitar o guarda-roupa, preparar um delicioso almoço para família,  e ainda tendo o cuidado de estar arrumada, com o cabelo ajeitado e as unhas feitas, não só para encarar  mais uma semana de trabalho, mas também para que o marido não reclame do seu desleixo, afinal você é mulher tem que ser feminina. 

Onde encontrar tempo para tudo isso e ainda um filho, ou mais um filho. Por isso pergunto: - Está tentando engravidar pelo motivo certo?
Está preparada para mais essa empreitada?

Um filho nos exige muito, não só atenção como dinheiro. Tudo seria mais fácil se não fossemos modernas, se vivêssemos como nossas avós, que cumpriam o papel de rainha do lar, enquanto os machos alfa, cuidavam do dinheiro, mas resolvemos queimar os sutiãs e nos tornarmos seres independentes, porque não dizer superiores, porque é raro encontrar um homem que desempenhe tantas funções quanto uma mulher sem enlouquecer.
Há um tempo atrás, li um livro, muito bom por sinal, "Porque os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor", nesse livro li um trecho em que dizia que os homens por limitação cerebral não conseguem fazer duas coisas ao mesmo tempo, não foi bem essa a expressão usada, mas foi assim que entendi. 
A cabecinha dos nossos frageis homens não consegue se concentrar em duas coisas ao mesmo tempo, por isso que nem mesmo na hora da traição fazem bem feito, deixam sempre uma pista ou dão um sinal, afinal como se concentrar em esconder a amante e se empenhar para que a esposa não perceba que ele a tem, é muito complicado para o cerébro limitado masculino.

A verdade é que o sexo frágil é sem dúvida o mais forte, e nos cobramos tanto, que algumas vezes não nos damos conta que não estamos preparadas para assumir mais nenhum compromisso, o que dirá ter um ou mais um filho. A maternidade exige concessões e você tem que estar preparada para lidar com elas. Pergunte-se, questione-se, pare e ouça o que você mesma tem a dizer, observe o que vai em seu coração. A vida passa rápido sim, mas nem sempre nos damos conta que assumimos prioridades na vida. Qual é sua prioridade ?? Como você quer viver ??
Quando responder sinceramente essa resposta a si mesma, estará pronta para buscar novos caminhos.

Pé no chão e esperança no coração, sempre com  bom senso e atitude!

Tatiana Costa

Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário